Pub
Por: DRC

O ministro Gilberto Silva autorizou e José João Lopes Teixeira vai de férias deixando os agricultores a braços com a falta de chuvas e o espectro de um mau ano agrícola. Quem vai implementar o programa de emergência para socorrer as famílias do mundo rural? Dar costas aos agricultores neste momento é uma decisão irresponsável e inconsequente do director geral e do ministro que o autorizou.  

O director geral da Agricultura está de férias desde 25 de Setembro, devidamente autorizado por despacho do ministro, Gilberto Silva. Durante este período é substituído por Carmem Costa, directora dos serviços de Extensão Rural e Economia Agrária, segundo a ordem de serviço nº4/001/DGASP/2017, de 22 de Setembro, cuja cópia Santiago Magazine teve acesso.

O gozo de férias anuais é um direito previsto e assegurado por lei a todos os servidores públicos. A lei salvaguarda, no entanto, que o exercício deste direito não deve pôr em causa os interesses do serviço público. Este que, por sua vez, deve garantir a satisfação das necessidades colectivas públicas.

E é aqui é que estas férias do director geral da Agricultura têm sido vistas como inoportunas e prejudiciais para a satisfação colectiva, tendo em conta o momento por que passa a agricultura cabo-verdiana. Dar costas aos agricultores neste momento não lembra o diabo...

O mês de Setembro não choveu. Outubro já vai para segunda semana sem pingo de água. O Governo acaba de reconhecer que afinal o país está perante um mau ano agrícola, tendo aprovado um programa de emergência no montante de 850 mil contos, que abarca o salvamento de gados, num valor de 160 mil contos, o plano de gestão de escassez da água, orçado em 350 mil contos e o projecto de actividades geradoras do emprego para as famílias, custando á volta de 340 mil contos.

Uma nota oficial do Governo informa que esta medida visa “fazer face às consequências provocadas pelo mau ano agrícola, como a redução da capacidade produtiva e a queda do rendimento das famílias, sobretudo dos agricultores assalariados e pequenos retalhistas, bem como a insegurança alimentar”.

Até porque, logo a seguir ao Conselho de Ministros onde o programa foi aprovado, o porta-voz do Governo, Fernando Elísio Freire, afirmou perante os órgãos de comunicação social que “a evolução desfavorável da campanha agrícola, leva o governo a actuar de forma assertiva, atempada e em prevenção”.

Freire disse ainda que “a agricultura representa 22% de emprego da nossa população activa, diante disso, é preciso agir com rapidez e de forma preventiva”, para garantir que é exactamente isso que o Governo está a fazer. “Estamos a agir a tempo, de forma programada, temos os custos definidos e vamos actuar de forma articulado com as câmaras, os agricultores e as empresas que atuam no sector”, falou Freire.

Trata-se de uma preocupação legítima do Governo. Entretanto, há uma questão que precisa ser clarificada: como é que fica a implementação do referido programa, estando o director-geral da Agricultura, que é seguramente o responsável número 1 na materialização do programa de emergência para socorrer os camponeses, de férias? 

Enfrentar o mau ano agrícola exige a mobilização de todo o potencial do Ministério da Agricultura. Ou não é assim, senhor Gilberto Silva?

Comentários  

0 # ATENTO 11-10-2017 14:16
Governo de txacota... governo de xuxadera, governo de irresponsáveis, pmd um alguém k é comprometido com causas e que tem responsabilidades na um área basilar pa desenvolvimento de pais, ka ta da pais costa nês momento k más é sta precisa del.
També pessoa que esta a frente ca tem noção de si papel k e sta desempenha.
Di li nu tem k ta aguenta ti k tempo da... e pa poi coraji... mô nu ta faziiiiii

Soluções
ups
Responder
0 # Cidadao xatiadusi 11-10-2017 13:01
Que governo maldito! Nada de jeito consegue sair, meu deus do Ceu!
Um governo que tenha responsabilidade, nao terá no seu seio Gilberto Silva. Este carrasco nao vale absolutamente nada. Devo dizer-vos aqui que só nao coloco o meu nome por medo de represália. Estou neste Ministério a vários anos e já passei por vários sectores, inclusive já fomos colegas de jornada. Eu sempre conheci este individuo como sendo animal feito homem mas só agora estou a conhece-lo verdadeiramente. Podem crer que o Gilberto nao é e nunca foi mais MPD do eu, mas nao me coibo de dizer que nesta pasta governativa o UCS falhou redondamente. Nunca o Ministerio da Agricultura esteve tao mal governado como agora! Nunca esteve tao desnorteado como agora! Nao vivemos tanta perseguiçao como agora!
Se alguem tem duvida do que aqui estou a dizer, pergunte qualquer pessoa seja ele/ela dirigente, seja ele/ela tecnico. Nao acredito que alguem tera a coragem de afirmar o contrario, mesmo as meninas bonecas de campanha que ele proprio contratou como assessoras e Secretarias e assistente do gabinete e fora dele. Da DGASP, a INMG, pasando pelo ANAS, SONERF, Delegaçoes, nao ha quem tenha outra opiniao, nem os proprios assessores. Este homem é simplesmente incapaz.Se nao for afastado do MAA, Cabo Verde pagará muito caro.
Eu filizmente reformarei muito brevemente para nao continuar a assistir as chatices deste imbecil armado em bom. Nunca vi alguem tao arrogante e tao incompetente e incapaz de se relacionar com pessoas.
Que o diga o Jose Teixeira da DGASP, que o diga a Carmen Costa, que o diga os Delegados. Forti fronta nes tera li. Pooooora!
Responder
+1 # Vitorino 11-10-2017 10:33
É gravíssimo director geral ta toma feria nes momento défice
És governantes dja dizorenta
Responder
+1 # De casa 10-10-2017 21:35
O Ministro e o seu DGASP sempre estao de férias abril 2016.
Nao deixa falta, até porque não há nada a fazer mesmo.
Responder
+1 # José Realista 10-10-2017 20:43
Daquele arrogante não há nada de estranhar, acham que ele está preocupado com os agricultores? Experimentem falar com os funcionários do MAA, hão de perceber a lamúria que anda naquele Ministério. Eu tenho pena do Primeiro Ministro. Sem jovem pá ladu. O povo Sta Xintidu tá spera nhos.
Responder
0 # Helena Fontes 10-10-2017 13:56
Está cansadinho também?
Só troça este governo sem djobi pa ladu, e pior que a Casa do Líder!
Putssss!
:P
Responder