Pub

tabanca

O Dia Nacional da Cultura, que se celebra a 18 de Outubro e cujo patrono é o poeta e compositor cabo-verdiano Eugénio Tavares, vai ser comemorado no arquipélago com um leque de actividades, promovidas pelo Governo de Cabo Verde.

De acordo com uma nota do Governo, o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC), sob o lema “Cultura no coração das ilhas”, celebra o momento com dois actos de elevada relevância para todo o país e ainda com um leque de atividades.

“O Governo entende que a cultura é a salvaguarda de um povo, é a sua identidade e carisma, sua bandeira e garante da unidade nacional. É pela cultura que evoluímos como povo, sedimentando-nos como Nação”, lê-se no documento.

Sendo assim, na quinta-feira, Dia Nacional da Cultura, o MCIC irá apresentar o relatório de 2017/2018 sobre o programa Bolsa de Acesso à Cultura (BA Cultura).

Nessa mesma ocasião, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, irá anunciar os novos valores relativamente ao programa Bolsa de Acesso à Cultura. O evento terá lugar no Salão de Banquetes do Palácio do Governo, na Cidade da Praia, pelas 09:30.

O Bolsa de Acesso à Cultura é, de acordo com a mesma fonte, “um programa inovador” iniciado pelo Governo da IX Legislatura que, atento ao seu programa de governação, desenvolveu um programa em matéria de apoio à criação, produção e difusão das artes, bem como a necessidade de consolidação, dinamização e desenvolvimento sustentado das atividades artísticas.

O Governo, através do MICIC, estabeleceu o regime de atribuição de apoios financeiros às entidades que exerçam atividades de caráter profissional de criação, design, artes criativas, artes plásticas, dança, fotografia, música, teatro e linguagem corporal.

Assim, através do despacho nº 09/ 2017 de 15 de Março, publicado na II Série do Boletim Oficial de 6 de Abril de 2017, foi criado o programa Bolsa de Acesso à Cultura (BA Cultura).

Será ainda, no mesmo dia, inaugurado, pelo chefe do Governo, o busto em homenagem a Ntoni Denti D’Oru, pelas 11:00, na praça central do concelho de São Domingos, interior da ilha de Santiago.

O busto é “uma homenagem singela” em reconhecimento ao seu percurso cultural e a todos os cultores do batuco e do finason e vai contar com a presença do ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, do presidente da Câmara Municipal de São Domingos, Clemente Garcia, e dos familiares do falecido.

O MICIC, através do Arquivo Nacional de Cabo Verde (ANCV), a Biblioteca Nacional de Cabo Verde (BNCV), o Instituto do Património Cultural (IPC), o Palácio da Cultura Ildo Lobo (PCIL), o Centro Nacional de Arte, Artesanato e Design (CNAD), o Centro Cultural do Mindelo (CCM), a Cesária Évora Academia de Artes (CEAA), preparou um leque variado de actividades nomeadamente concertos musicais, passeatas, exposições, conversa aberta, apresentação de livro, palestras, feira de livros, entrega de kits bibliotecas às escolares, recital poético, visitas, actuações das escolas do Bolsa de Acesso à Cultura.

Com Inforpress

Comentar